7 dicas simples para colocar em prática após receber o diagnóstico de Parkinson (e ter uma vida melhor)

O que fazer agora?

Você acabou de ser diagnosticado com a doença de Parkinson e você está arrasado.

Confira este artigo de Darcy Blake, livremente traduzido, que traz 7 dicas que você pode aplicar já no primeiro dia após receber o diagnóstico de Parkinson.

Na verdade, você pode aplicar estas dicas para o resto da sua vida!

Vamos lá.

1 – Respiração

Pratique uma respiração de qualidade.

Respire fundo!

Diga isso para si mesmo quando o seu dia ficar instável.

Roma não foi construída em um dia, e a doença de Parkinson também não irá progredir de um dia para outro.

Mas como posso respirar com qualidade?

Segue abaixo um vídeo do portal Olhar Aberto com respirações para controlar a ansiedade e proporcionar mais saúde:

 

2 – Precisão do Diagnóstico de Parkinson

Se você está preocupado com a precisão de seu diagnóstico de Parkinson, marque uma consulta com outro, ou com outros médicos. Não se preocupe de forma excessiva!

É muito importante conhecer outras opiniões, mesmo que o diagnóstico não mude, o que vale a pena é saber se os médicos concordam ou não.

Procure de preferência por um especialista em distúrbios do movimento, um neurologista com formação complementar na doença de Parkinson.

3 – Faça Exercícios

A prática de exercícios físicos regulares são muito importantes no tratamento da Doença de Parkinson.

Prepare-se com um regime de exercícios e torne esta prática uma prioridade!

A prova de que os exercícios físicos são um dos principais contribuintes para o seu futuro com boa saúde é esmagadoramente persuasiva.

Se você tiver Parkinson, você deve sempre manter o seu corpo em movimento.

Converse com seu médico sobre qual o melhor exercício para praticar. É importante que você descubra alguma modalidade que lhe proporcione momentos de prazer.

4 – Preste Atenção Na Sua Dieta

Uma dieta balanceada é essencial na qualidade de vida dos portadores de Parkinsonismo.

Dê uma olhada em sua dieta.

Você está se alimentando de forma equilibrada, ou está vivendo a base de refrigerantes, doces, massas em excesso e comidas gordas?

Você é o que você come e você terá de entrar na linha!

Se achar necessário, busque ajuda com um nutricionista qualificado para um acompanhamento mais preciso.

Quer Emagrecer? Conheça o best-seller Emagrecer De Vez.

5 – Faça Parte De Um Grupo De Apoio

Busque se relacionar com pessoas que vivem a mesma realidade que a sua. Você irá aprender muito com isso!

Una-se a um bom grupo de apoio.

Estar junto de pessoas com o mesmo problema que o seu passa a ser uma experiência confortante e tranquilizadora, e também muito informativa!

E você precisa de um reforço positivo, e não um grupo negativo, que traz você para baixo.

No Brasil existem diversas associações dos portadores de Parkinsonismo.

6 – Desenvolva Um Bom Relacionamento Com Seu Médico

Após o diagnóstico de Parkinson vire amigo do seu médico! Se estiver insatisfeito, procure outro profissional.

Desenvolver um bom relacionamento com o seu médico é extremamente importante.

Lembre-se:

É uma parceria entre você e seu médico.

7 – Como Fazer Algo Bom Para O Mundo Nesta Situação?

Abraçe a sua família e seus amigos!

Comprometa-se em fazer algo de bom para o mundo.

Você pode fazer uma diferença significativa na vida das pessoas, mesmo com Parkinson.

Esta é a sua resposta para o seu diagnóstico de Parkinson!

Darcy Blake é Diretora de Comunicações, Marketing e Relações Públicas do Menlo College, em Atherton, Ca. Ela tem a doença de Parkinson desde 2008, e é co-fundadora do grupo de apoio à mulher com Parkinson, da Bay Area, e editora do blogApoio À Mulher Com Parkinson (Parkinson’s Women Support).

Fonte: The Michael J. Fox Foundation For Parkinson’s Research